Se em 2007 o Brasil figurava entre os 10 maiores consumidores no mundo, dez anos depois, em 2017, o país subiu para a terceira posição. E além de o consumo ter crescido, o paladar do brasileiro também se alterou: o número de cervejarias artesanais cresceu 91% entre 2015 e 2017, com 186 novas marcas somente nesse último ano. Tendo em vista a importância dessa indústria no país, os cenários prospectivos apresentados neste trabalho têm como objetivo analisar como se comportou o mercado de cervejas artesanais nos últimos anos e projetar como será o cenário futuro.

Foram elaborados três cenários possíveis, com indicações de como o mercado e suas principais variáveis poderão se comportar e de que forma os empreendedores devem agir em cada situação:

O cenário 1 é o mais otimista.

  • A melhora da renda familiar, a queda da taxa de juros e a estabilização da inflação devem estimular o consumo de cervejas, principalmente pela classe C, mas esse favorecimento no consumo não quer dizer “beber mais”, e sim investir mais para adquirir um produto melhor.
  • Mesmo sendo otimista, é preciso ter consciência de que este é um cenário de retomada de crescimento. Por isso, é preciso acompanhar o mercado e os desdobramentos que ele promove com regularidade.

O cenário 2 é o mais realista entre os demais.

  • Considera-se um crescimento no setor, mas com certa incerteza. Como pontos positivos destacam-se a redução das taxas de juros e o aumento da renda familiar e do salário mínimo.
  • Também espera-se o mantimento das legislações atuais, fazendo com que não haja grandes impactos nos custos de produção. Dessa forma, empreendedores que buscam constantemente qualificação e inovação nos seus processos produtivos e de comercialização estarão mais competitivos neste cenário.

 O cenário 3 é o mais pessimista.

  • A situação político-econômica será desfavorável no país, o que faz com que as legislações aplicadas ao setor não avancem, e as taxas tributárias tenham elevação.
  • O preço da cerveja artesanal ainda será uma barreira para a ampliação desse mercado, e com a instabilidade econômica prevista neste cenário, com possível elevação dos preços praticados nas vendas ao consumidor final, o consumo pode ser comprometido também.
  • Empreendedores que buscarem inovar nos seus processos produtivos, com a utilização de insumos mais acessíveis, com produção local, por exemplo, podem diminuir seus custos de produção e, consequentemente, oferecer um preço mais atraente ao consumidor final.

Mesmo com a expansão das cervejarias artesanais nos últimos anos, ainda há muito espaço para desenvolvimento do setor. Em tempos de instabilidade econômica, a inovação no processo produtivo é fundamental tanto para redução nos custos de produção quanto para se diferenciar em um mercado altamente competitivo. As inovações podem envolver o desenvolvimento de novos estilos, variedades, especiarias e técnicas na produção.

Clique aqui e faça o download gratuito da pesquisa.

Fonte: Sebrae

Contato


captcha
Powered by BreezingForms

Localização


Rua Antônio Treis, 607 - Sala 602 - Vorstadt ⁞ Blumenau/SC ⁞ CEP:89015-400 ⁞ Telefone: (47) 3326-5158